Por que fazer os simulados do Poliedro?

Uma boa preparação é fundamental para que o vestibulando consiga fazer uma boa prova e, nessa jornada de estudos, torna-se necessário assistir as aulas, revisar o conteúdo e fazer questões. No entanto, um dos principais erros que grande parte dos estudantes cometem é a não resolução de simulados. Os simulados são o que poderia ser chamado de “cereja do bolo”, eles estão ali para mensurar como está o seu processo de aprendizado, quais assuntos você precisa revisar e aqueles que você já domina, além de possibilitar que o aluno possa analisar o seu psicológico e emocional durante a prova, podendo ter um maior controle sobre o tempo a ser gasto com as determinadas áreas da prova.

Porém, não adianta apenas responder os simulados, é necessário fazer o “pôs-prova”, ou seja, a análise que vai mostrar os erros e acertos do candidato. Nesse sentido, o sistema Poliedro, utilizado pelo Curso Sêneca, possibilita que o aluno tenha uma análise minuciosa do seu rendimento. O Poliedro oferece dois tipos de simulados, um voltado para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e outro correspondente a Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST), onde a correção de cada uma das provas é feita, respectivamente, seguindo o padrão TRI e de acordo com o regimento das provas da USP – uma das principais universidades do estado de São Paulo. Ao resolver qualquer um dos dois simulados, o aluno possui acesso a plataforma P+ onde encontrará seu resultado detalhado por áreas e disciplinas. 

Após a consulta das notas, a plataforma mostra as questões que o aluno errou, com a assertiva correta e a resolução comentada de cada questão. Além disso, o sistema indica quais assuntos estavam sendo tratados na questão, direcionando o aluno à estudar aquele assunto. No direcionamento, o portal indica em quais páginas dos seus módulos aquele assunto pode ser estudado, além das questões a serem resolvidas sobre o conteúdo.

O destaque vai também para o fato do portal oferecer vídeo aulas daquele tema, indicando possíveis textos a serem lidos em revistas, artigos e links de sites interativos, ampliando o conhecimento acerca daquele conteúdo que o aluno havia errado. Após toda a análise, o portal oferece um plano de estudos indicando o horário a dedicar para cada assunto, tudo isso baseado na escolha da universidade de interesse do estudante. Caso o aluno queira fazer o vestibular da UERJ, por exemplo, o portal montará seu plano de estudos com base nos assuntos mais frequentes dessa prova.

Contudo, não faltam motivos para que o aluno faça os simulados Poliedro oferecidos pelo Sêneca. Mas, não vale resolver simulados apenas em cima da data da prova. Lembre-se que a sua preparação é um processo contínuo que não será feito do dia para a noite. Faça os simulados, analise seu erros, refaça as questões e estude os assuntos que possui mais dificuldade e você chegará a tão sonhada aprovação.